2016 e a necessidade de saltar de paraquedas

Image and video hosting by TinyPic

Lhes escrevo após viver um rush de adrenalina que foi a minha experiência desse domingo 17/07. Mas, como diria o Jack Estripador, vamos por partes.

O ano de 2016 está sendo meio bunda, muitas coisas, que não estão dentro do meu controle, mudaram e com isso toda a minha perspectiva de vida mudou. Minha psicóloga não cansa de tentar me convencer que é um ano de aprendizagem e a cada dia que passa estou mais madura. Honestamente, eu estou me sentindo um mar de emoções, travando uma luta constante entre o desanimo e positividade. Mas… como estou determinada a passar por isso, comecei a pensar em alternativas de tornar esse um ano memorável.

Eis que surge uma promoção no Groupon do salto de paraquedas, aquele e-mail ficou na minha cabeça por 2 dias inteiros. Perguntei pro meu namorado se ele saltaria e ele disse “sim”. Resolvi clicar novamente e, inacreditavelmente, estava ainda mais barato. Então pensei: “É agora!”. Marquei o salto para o dia 17/07 que era um dia simbólico para mim.

Image and video hosting by TinyPic

Foram várias recomendações antes do salto, selecionei algumas mais importantes:

  • O salto de batismo precisa ser duplo, ou seja, você salta com um instrutor. Meu namorado achou essa condição muito desconfortável.
  • O limite de peso do aluno de salto duplo é de 90kg utilizando um equipamento padrão.
  • Não é necessário nenhum tipo de exame medico para o salto duplo.
  • Use roupas confortáveis e tênis.
  • Não se deve beber 48h antes do salto.
  • Você deve se alimentar bem antes do salto para não enjoar.
  • Você não consegue saltar junto de seu amigo, namorado ou qualquer coisa. Na verdade, você mal consegue vê-lo durante o processo.
  • Você não pode saltar com a sua câmera. Para isso é preciso ter executado 50 saltos.

Chegamos no local do salto as 8:30 e fizemos um rápido curso onde informam as 5 coisas que você precisa precisar fazer durante o salto:

  1. Coloque a cabeça para traz na hora do salto.
  2. Segure as alças do traje.
  3. Dobre as pernas para traz, isso estabiliza a queda.
  4. Quando o instrutor te tocar significa que você pode abrir os braços.
  5. Na aterrisagem tem que levantar as pernas para você terminar o voo sentadinho.

Enquanto aguardávamos eu estava tão nervosa que me tornei a maníaca do sorriso:
Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic
Até o instrutor desistiu de mim… (risos)

Então imaginem um teco-teco barulhento que sobe muito, mas muito alto. É assim. Entulhado de gente. Eu fui escolhida para ser a ultima a saltar. Na hora, tive todas as vontades do mundo: vomitar, fazer coco, fazer xixi. Do nada você escuta: “PEN PEN PEN!”. Juro! Aquele barulho típico de quando deu pani no sistema. Mas, na verdade, é o anuncio que os saltos vão começar.

O paraquedista amarrado em você te direciona para a beirada do avião. Não dá muito tempo para pensar. Só tem espaço para o vento e a adrenalina. 200km/h e você mal consegue respirar – é sério – é necessário dar um grito para soltar o ar que está no pulmão, a impressão para mim foi a de renascer – sabe quando o neném nasce e ele precisa chorar para o pulmão funcionar? É isso! Só que no grito.
E o sorriso não saiu do rosto nem 1 minuto. Acho que piorei o dano cerebral que já tinha. Ao menos, espero ter produzido muitas endorfinas.
Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic

Coisas que vale a pena mencionar: No momento da queda estava tudo muito instável, isso porque eu esqueci de levantar as perninhas; você não sente dor com o tranco do paraquedas abrindo; o instrutor solta um pouco o cinto após a abertura de paraquedas e isso dá um susto; a aterrisagem é tranquila, de bumbum, mas você tem que cooperar.

Image and video hosting by TinyPic

Eu queria ter postado o vídeo aqui no blog, mas está muito pesado. Vou ver que mágica faço e posto depois.
Gostaria de agradecer ao meu namorado por ter participado dessa empreitada comigo e ter sido o melhor companheiro de aventura, eu não teria coragem de ir sozinha.
Achei tudo uma delicia, mas realmente é para os fortes. Se você tem vontade, saiba que vale muito a pena!

Ficou com alguma dúvida? Comente que eu respondo!

Image and video hosting by TinyPic

Você também irá gostar de ...

3 Comments

  1. Quanto ao vídeo, acho que o mais simples seria você colocar no YouTube e só colocar o código de embed aqui 😉

    1. Então é que o vídeo tem uma duração muito longa… O cara filmou muita coisa que não tem graça e ai fica chato… Eu queria editar, mas ai ia demorar mais para postar… E eu estava ansiosa então queria postar o mais rápido possível… RS!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *