Sobre a vida adulta

Image and video hosting by TinyPic
Aviso aos navegantes: Aí vem desabafo!

Estou em meio um bloqueio criativo. Está tenso. Sendo muito honesta, acho que passei a primeira metade do ano de 2016 vivendo uma linha tênue entre ansiedade e frustração.
Image and video hosting by TinyPic
Sempre me vi como uma pessoa planejadora e positiva. E nesse momento, eu estou sentindo falta de ser assim. Mas a vida tem me mostrado de forma um pouco amarga que “as vezes as coisas não sairão conforme o planejado” e “as vezes, as coisas vão acontecer juntas mesmo. Uma suruba louca de emoções.”

 

Image and video hosting by TinyPic

Então, sabendo que a vida adulta é um oceano, onde: não ter respostas é normal, ter coragem é primordial, a capacidade de se reinventar é indispensável. Vou me esforçar para ter força para encontar novos caminhos, traçar novas metas e retraça-las, se for necessário.

Por fim, seja em qualquer esfera da vida: amor, trabalho, familia, amigos. Diversos são e serão os desafios. E lembre-se: Não existe caminho pronto. O que hoje é certo, amanhã pode não ser.

Image and video hosting by TinyPic

Aproveito o ensejo para finalizar com um agradecimento: Sempre escolhemos ser pedras ou flores no caminho dos outros. Obrigada as flores do meu dia-a-dia.

Image and video hosting by TinyPic

Continue Reading

Como acabar com um relacionamento

Estava eu outro dia na barca, entre dois homens e os dois digitavam ansiosamente no celular com suas respectivas tendo DRs. Curiosa, eu ficava “discretamente” lendo a quantidade de drama nas mensagens… Lógico que eu não sei exatamente o motivo das brigas… Mas isso motivou o post de hoje.

Então, quem ai já viu o filme como perder um homem em 10 dias?! Se não viu, deveria. É uma comédia bem água com açúcar. Sem querer dar spoiler, mas já dando um pouquinho, Seria possivel uma pessoa carente, pegajosa, dominadora, insegura, consegue manter um relacionamento saudável? Bem… Eu particularmente acho que não. Obs importante: Qualquer comportamento descrito aqui é independente de gênero.

Então vamos lá:

Seja extremamente ciumento(a): Não permita que ele(a) mantenha contato com pessoas supostamente atraentes. Afinal, ele pode acabar encontrando alguém melhor do que você comprando um pão.

http://www.officeplankton.com.ua/wp-content/uploads/2014/03/kak-reagiruyt-genshini-na-podarki-8-marta-3.gif

 

 

 

 

 

 

 

 

Cobre demonstração de carinho: Estilo filme romantico… Vale tudo! Mensagens/ ligações/ Curtidas/ Qualquer outro breguete desse que as mídias sociais inventaram. Principalmente com plateia. Afinal?! Quem ama demonstra! Mesmo que seja forçado.

Diversão?!:  Só está aprovada se for com você

Reprodução

Se arrumar para sair?! Para que?!: Você já não está num relacionamento. Para quem você está querendo ficar bonito?

Reprodução

 

 

 

 

 

 

 

DRs: Quebrou um copo? Passou mais tempo que o “necessário” na rua? Saiu com os amigos e não te avisou antes? Não atendeu o celular na hora q você ligou? Sempre é hora de discutir o relacionamento! Alias é essencial em uma DR levar aquela lista de todas as coisas erradas que a pessoa já fez desde o nascimento;

Brincadeiras a parte, é essencial para qualquer relacionamento que cada individuo se ame e respeite a individualidade do seu parceiro(a). Lembre-se: “O relacionamento mais essencial é de você consigo mesmo”. Antes de gostar de alguém, aprenda a gostar de quem você é. Não para conquistar o outro. Autoconhecimento é um exercício diário e super importante. Conhecer suas qualidades e defeitos e lidar com isso é o primeiro passo.

Image and video hosting by TinyPic

De coração, após ler esse post dedique 5 min, pare e pense “o que te torna especial”. Procure desenvolver autoconfiança todos os dias e todos os momentos. E tenha certeza de que nenhum parceiro(a) é a ultima bolacha do pacote.

E importante: Isso aqui não é uma autoajuda! mais para frente faremos um post sobre a importancia da terapia.

Image and video hosting by TinyPic

Continue Reading

TED Talks Favoritos

Todo mundo conhece os TED Talks né? Se não, aqui vai um resuminho: TED é atualmente uma organização sem fins lucrativos que promove essas palestras curtas, a intenção é espalhar ideias em 18 minutos ou menos. Inicialmente os temas eram tecnologia, entretenimento e design (daí, TED) e como esses temas convergiam entre si, mas se espalhou pra atualmente falar sobre quase tudo.

Image and video hosting by TinyPic

Os vídeos saem no Youtube todos os dias, e de vez em quando eu pego os de títulos mais interessantes pra assistir e alguns me marcam bastante. Foi o que aconteceu com um vídeo essa semana (passada), então resolvi compartilhar alguns dos meus talks preferidos.

Ele é divertidíssimo, me identifiquei muito e (SPOILER) tem um fim meio dramático. Se identificar com o vídeo não é difícil, todo mundo procrastina em algum nível na vida. Meu macaquinho da procrastinação é A-PAI-XO-NA-DO pelo Netflix – eu e ele vamos tentar um programa de reabilitação pra resolver isso. Um dia a gente começa, prometo.

Aliás, esse é o cara desse texto, que foi traduzido aqui, e que é o tipo de leitura introdutória para o tema “geração Y” de quase todo mundo com quem eu já conversei sobre o assunto.

Esse segundo vídeo me marcou especialmente por uma frase: “O privilégio é invisível pra quem o tem”. Eu não sou muito de entrar em discussões “quentes” envolvendo mais do que três pessoas, mas quando eu vejo discussões nonsense por aí esse é o vídeo que eu gostaria que todos vissem. Então ta aí.

Eu queria ter visto esse vídeo mais nova, pra ter sempre uma resposta pronta pra quem fala (com cara de pena): “Você é tão quetinha…”. Agora eu já aprendi a lidar com isso, e talvez minhas escolhas pela e na carreira acadêmica reflitam essa minha característica. Mas fica aí, como um capítulo de “Manual do mundo e das pessoas”, principalmente para aqueles que acham que ser calado é um defeito.

Outros vídeos que valem destaque:
Esse vídeo foi um dos primeiros TED talks a ser publicado online (acho) e que contribuiu muito pra viralizar o evento.

– Esse aqui tem a Shonda Rhimes sendo frenéticamente workaholic (sou fã assumida das séries dela)

– O que deveria ser senso comum, na forma de um tutorial – ou outro capítulo do “Manual do mundo e das pessoas”.

Image and video hosting by TinyPic

Continue Reading

Adulta, EU??!

Estamos nessa etapa confusa da vida onde percebemos que várias pessoas se chocam com a diferença do que “é ser adulto” e do que “deveria ser adulto”.

As expectativas são altas e a realidade não está acompanhando, a pressão só aumenta. Questões como: trabalho e dinheiro, moradia, novas responsabilidades, amor?!. Grandes escolhas decisivas estão em jogo.
Image and video hosting by TinyPic

E ainda tem esse monte de analista, especialista (seja lá como se chamam) publicando diversos textos e encontrando mil explicações para o novo padrão dos jovens adultos no mundo, a famosa “geração Y”.

Então se você acha que está perdido e sozinho, junte-se a nós. Por que se estamos no fundo do poço… pelo menos vamos fazer uma festa.

Esse blog é em homenagem aos dilemas dos “jovens adultos” equilibristas no slackline da vida. Vamos nos desangustiar juntos! Trocar experiências, falar sobre coisas reais, sobre besteiras. E principalmente VIVER. Afinal, já deu para perceber que o tempo é um dos bens mais importantes.

Image and video hosting by TinyPic

*Fontes / Leitura Suplementar:
Por que os jovens profissionais da geração Y estão infelizes?
O que diabos aconteceu com a geração Y?

Continue Reading