Conhecendo o MIS

Image and video hosting by TinyPic

Então! Estou muito animada! Passei esse feriado em SP e foi uma grande oportunidade para conferir a expo dos X-MEN que está rolando no MIS (Museu de Imagem e Som). “- Sim! O mesmo que recebeu a expo do Tim Burton (Obs: Insuportavelmente cheia) e anteriormente a expo do Castelo Ra tim bum”.

Primeiramente, tenho que perguntar: Você conhece o MIS?

Caso negativo…

O Museu da Imagem e do Som de São Paulo fica localizado no bairro Jardins, bairro dos ricaços. Foi inaugurado em 1970. Seu acervo conta com mais de 200 mil itens como fotografias, filmes, vídeos e cartazes, além de promover exposições e mostras de cinema regularmente. O museu também proporciona espaços para novos artistas, que, exibem seus trabalhos dentro de programas de fotografia, cinema, dança e música.

Image and video hosting by TinyPicEntão, dia 27/05, Aproveitei para conferir a exposição dos X-men, que está propagandeando a estreia do filme “X-men: Apocalipse”  – Que eu assisti logo após a expo e achei bastante bom – Após mil horas de fila, pude conhecer alguns itens que foram utilizados desde o primeiro filme que estreou no ano 2000 até o penúltimo filme de 2014.

Eu, particularmente, achei que alguns itens tem cara de brinquedo, Mas…. fiz uma seleção do que mais me impressionou.

As roupas expostas são fantasticas e dá vontade de experimentar! Da esquerda para direita podemos ver: Noturno, tempestade, Professor Xavier e Magneto. Ao vivo, a roupa da tempestade é muito real, já a do magneto parece um pijama mal feito.

Image and video hosting by TinyPic

Ver os componentes do Fera (Hank McCoy) multilados, opa!, separados, é interessante, eu não imaginava que era assim que acontecia a produção.

Image and video hosting by TinyPic

E a Mistica então?! Outro personagem que leva muito tempo para ficar pronta. Nas fotos podemos ver as escamas do rosto, ombro e peitos. Mas tenham em mente que ela fica TODA AZUL e basicamente nua… Haja tinta!

Image and video hosting by TinyPic

O capacete do magneto, o cérebro e o capacete do soldado Trash do futuro também são itens chamativos – especialmente o cérebro – Vontade louca de experimentar (2) e tirar uma foto pro perfil!

Image and video hosting by TinyPic

Por fim, fica aqui uma recomendação cultural: Vá se perder (ou se encontrar) pelo bairro maravilhoso dos Jardins e conheça esse cantinho. Aproveita para dar um pulinho no MuBE , um outro museu que fica literalmente ao lado. É programa para tarde toda!

Lembrando que a expo do Tim Burton já está na ultima semana e a dos X-Men fica até 07/07 e é gratuita.

Dica1: se puder, evite os finais de semana é realmente cheio.

Dica 2: Mas se você não for estar por SP durante o periodo da mostra dos xmen. Vale entrar no site do MIS e conferir a programação.

Image and video hosting by TinyPic

Continue Reading

Trilha do Morro Dois Irmãos

Image and video hosting by TinyPic

Então decidimos fazer uma trilha. A história é essa: Clari não é fã de matos em geral e Sarah é aventureira porém preguiçosa, mas uma amiga nos convidou para comemorar seu aniversário fazendo a trilha do morro dois irmãos. Como a trilha é considerada leve a moderada decidimos aproveitar a oportunidade e encarar o desafio. E valeu a pena!

.

Tudo começou com uma leve viagem de Niterói para o Rio de carro. Estacionamos no Leblon e caminhamos pela Av. Niemeyer até a base do Vidigal – aproveitamos para estrear a ciclovia. Lá pegamos uma kombi e cortamos caminho para o inicio da trilha. Alias, gostaríamos de comentar que pelo menos no trecho que passamos o Vidigal é muito tranquilo e a trilha é super movimentada, tem gente subindo todo o tempo, e a comunidade como um todo tem se voltado muito ao turismo recentemente.

O começo:

A trilha se inicia marcada por muitas “plantas plantadas” (claramente cultivadas por pessoas e não originais). Mas como pudemos verificar ali e em todo o percurso é impossível se perder e percebe-se que há manutenção da trilha. Existem muitos guias locais para subir a trilha, mas optamos por subir sozinhas mesmo.

.

A parada:

A trilha não tem uma dificuldade alta, achamos que se equivale ao esforço de subir muitas escadas. Mas o calor pega e o cansaço também, por isso a parada. Sim! Tem vendedor ambulante ao final do primeiro trecho da trilha com banquinhos para descansar e água para comprar – Porém não deixe de levar uma garrafinha e uma frutinha.

.

Durante:

A trilha é composta de vários mirantes – infelizmente todos ficam cheios de gente (não tenho certeza se pelas fotos ou pelo descanso na subida) e é difícil conseguir espaço para tirar uma foto sem levar um pé ou uma mão.
Acabamos optando por seguir e parar nesses locais na volta – Na verdade paramos mil vezes para descansar.

.

Cume:

É deslumbrante! Dá vontade de tirar mil fotos – o único amigo homem que acompanhou nosso grupo de 7 mulheres já estava entediado de tanta foto que tiramos.

.

E, sério, faz esquecer todo o esforço da subida – é incrível e indescritível.

.

Descida:
Escorrega… Havia chovido uns dois dias antes na cidade, mas a gente não sabe se lá exatamente. De qualquer forma, não achamos que seria recomendável fazer a trilha logo após uma chuva.

.

Por fim, conselho: independente da sua forma física, idade e hábitos, se você é turista ou local – é um passeio deslumbrante, empolgante e imperdível.

.

Continue Reading