Causos e confrontos: Linha 9 esmeralda

Linha 9 Esmeralda

Logo cedo a estação está repleta de transeuntes. É gente de todo tipo. Umas bem vestidas, umas com perfume forte de mais, umas falam alto, outras cochilam, muitas estão hipnotizadas pelo celular. É um novo tempo.
Margeando o Rio Pinheiros o trem linha 9 Esmeralda, liga o Grajaú a Osasco. As vezes corre tudo bem, as vezes não. É importante ouvir o SP TV cedinho com as informações do transito, metro e da CPTM. Só não vale confiar quando dizem que a situação se regularizou.

– Minha filha, quem não gosta de ir apertado vai de taxi.

A população está tão acostumada ao desconforto que passar a viagem sem lugar para respirar é normal. Quem pode vai de carro. Sustentabilidade não passou por aqui. Perduram os mesmos conceito de sempre. Até dá para dar umas risadas dos recortes de conversas.

– Tomara que minha patroa não tenha decidido cozinhar. Ela não sabe fazer nada, além de bagunça. Suja todas as panelas da casa só para fazer um macarrão.
– E lá não tem máquina de lavar-louça?
– Tem. Mas ela não sabe usar! Imagina que eu estou pegando as manias dela?! Agora eu tenho um monte de Tupperware. E fico guardando a comida nela.
– Ah! Mas eu também faço isso! Incrível como a gente pega as manias?
– Está chegando na estação Morumbi, agora vou dar uma caminhada até a casa dela. Se eu der sorte, ela vai passear hoje. Então vou poder trabalhar em paz.

A condição da mulher também é discutível no trem. Aquele homem encosta, encosta, encosta. Será que é falta de espaço? Será que ele está se aproveitando da situação? E cara feia nem sempre adianta. Reclamar também não resolve.

Minha filha, quem não gosta de ir apertado vai de taxi.

Quem anda de trem já viu de tudo. São contrastes sem fim. Enquanto, um rapaz está sentado analisando as fotos drag queen que tirou naquela tarde. Um pastor, com um terno porpurinado, tenta convencer um outro homem que Coca-Cola escrito ao contrario é diabo, que o celular android é coisa do demônio e que em um futuro próximo os humanos vão ter chips implantados no corpo e serão condenados ao inferno por isso. Por fim:

– Cuidado. Jesus está voltando.

Graças a Deus!

A Estação Pinheiros é provavelmente a mais movimentada de todas. De manhã é um alívio passar por ela. A tarde é um suplicio. Trem cheio, trem vazio. Trem com problema que vai de vagar. Mas pera. Com sorte na estação Jurubatuba sai um trem vazio. Faz frio, faz calor. Se possível libere as entradas e saídas do trem.

– Minha filha, quem não gosta de ir apertado vai de taxi.

Entra um deficiente visual com um labrador. Um assento é liberado. Vários olhares comprometidos são trocados. O cão é fofo, mas não pode fazer carinho nele. O senhor saca o celular e fica escutando algo ao longo do trajeto. Cachorro bom, cachorro esperto, aproveita o passeio para tirar um cochilo com a cabeça apoiada no pé de alguém. E ele lá é bobo e dormir com a cara no chão do trem sujo?!

– Você olho para aquele cara. Por isso, não estava perto de mim.
– Eu juro que não. Tinha muita gente na estação, me atrapalhei.
– Você está tendo um caso!
– Não estou!
– Deixa eu ver seu celular!

O namorado (ou seria marido?!) segura a moça o mais próximo possível. Não pode imaginar que ela se separe dele nem que seja por milímetros. Bem-vindo a era do controle online. No minuto seguinte está fuxicando o celular em busca de provas. Afinal, se ele está com ciúmes, ela fez algo errado. Ou não?!

– O QUE?! Ela já vai ter outro filho?! E pobre lá pode ter esse monte de filho?! Ela deveria ser feito uma ligadura. – Diz a moça, bastante brava ao celular – Veja meu exemplo, sou uma mulher de respeito. Vou me casar, mas não vou mudar meu sobrenome. O meu nome é Lafaiete. É francês. É chique. O dele é Silva. Deixa eu com o meu e ele com o dele.

No trem tem muita gente e gente de todo o tipo. Tem gente que trabalha no trem. Vende fone de ouvido, kit kat, bombom garoto, só mercadoria de qualidade. Também tem gente sem casa, tem gente sem comida. Ou será que é mentira?! Lembre-se que ajudar ambulantes é prática ilegal. Ajuda-se um, o próximo o outra pessoa ajuda.

– Minha filha, quem não gosta de ir apertado vai de taxi.

Linha 9 Esmeraldo

Deus te abençoe e boa viagem!

 
sarah adulta eu

Você também irá gostar de ...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *