Novos horizontes: Que venham nossos amigos!

sorrir nova fase oportunidades

Mesa de bar é lugar de criar, sair com gente diferente é um modo de se inspirar, ver um filme ou ler um livro é pode incentivar a começar algo novo. Sair da zona de conforto é a melhor forma de se dar oportunidades.

Outro dia saí com um amigo novo. Ele me confessou que as vezes tem um ataque de epifania e percebe que não tem mais 12 anos. Segundo seu relato, esse tipo de situação ocorre nos momentos mais bizarros como: No meio de uma reunião de trabalho ou durante o sexo. Obviamente, achei essa história genial. (Espero que ele não queria me matar por contar isso aqui, mas em minha defesa, ele esqueceu de mencionar se era segredo e eu não revelei sua identidade).

Essa revelação foi formidável. Pois logo no fim de semana seguinte, eu e meus amigos fizemos uma “festa do pijama”. Passamos 2 dias em meio a jogos de tabuleiro, guerra de bolas de água, fizemos churrasco, comemos brigadeiro, bolo, cachorro quente, enfim tudo que amamos fazer quando criança. Dentre muitas risadas e outras bobeiras, começaram vir as inquietações.

Nunca seremos velhos demais para nos divertirmos! 🎈💧#criançasfelizes #10x0bola #tácalor #verao #amizade

Um vídeo publicado por Isabela Farias (@isamfarias) em

Aproveitando que a Clari vai tirar férias (saudades). Vamos promover uma série “Percebi que era adulto”, estamos convidando algumas pessoas para contarem suas histórias. Alguns são mais íntimos, outros menos. Então, acho que nós também iremos tomar alguns sustos com o que vai acontecer.

Esse tema é extremamente amplo. Amadurecimento pode e significa muitas coisas em áreas diferentes. Não vamos limitar a criatividade de quem vai escrever.

Então, chegamos ao final de Janeiro repletos de novas oportunidade e novos caminhos. Admito que estou ansiosa pelo o que vem por aí.  Certamente será ótimo!

Acompanhem essa nova fase!

E para não dizer que não escrevi nada de cunho pessoal e de cunho criativo. Segue um poema de minha autoria:

poema sarah adulta amadurecer novo vida morte

 

sarah adulta eu

Você também irá gostar de ...

2 Comments

  1. Olha, eu gostei muito do post e da proposta. De fato, que venham os amigos acenando pra gente o afeto, a alegria e o ombro. Eu vou começar já essa história de “percebi que era adulto” porque tem uma coisa que vira e mexe se passa na minha cabeça em relação a isso: as vezes eu tô naquela super vontade, super faminta, passei o dia todo sem comer ou acabei de acordar às 17h da tarde e faço o que? Como um pedaço de brownie com café ou alguma outra coisa nada saudável só “porque sim”. E nesses momentos é comum eu pensar: essa é uma das coisas que eu mais gosto em ser adulta, comer a porcaria que eu quiser, na hora que eu quiser. Se eu quiser gastar 30 reais na birosquinha só com bala, doces e porcarias, eu posso! Não só posso, como já fiz! E jantar 300 gramas de balas da pior espécie. Nesses momentos eu percebo que sou adulta… e até que não é ruim! E se a dor de cabeça vier bater na porta depois em consequencia da estripulia, eu faço como qualquer outro adulto qualquer: juro nunca mais repetir a travessura e arco com o peso da cosciência. E o peso na balança!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *