Tatuagens e o esforço em parecer mais comigo mesma

Adulta eu tatuagem

Esse post já tinha sido escrito há um tempo, mas achei que ia se encaixar bem nessa temática de tomada de decisões que a Sarah falou aqui. Além disso, vale reforçar o que eu penso sobre escolhas certas e erradas.

Desde sempre fui adepta a modificações corporais, começando devagar pelas mudanças capilares e pequenos piercings. Não acho as minhas escolhas muito diferentes de quem escolhe fazer luzes e usar brincos (que aliás, eu raramente uso) – mas, por algum motivo, as pessoas estranham quando eu falo que escolhi fazer um piercing microdermal porque acho bonito.

Não acredito que hajam muitos limites no quesito se sentir bem com você mesmo, e nunca me identifiquei tanto com a Clarissa do espelho como quando tenho o cabelo colorido. Ainda assim, essas mudanças temporárias são mais fáceis de serem aceitas – afinal “quando você cansar você tira, né?” (#ironia).

Ink shop niterói kmy

Aí vem a questão das tatuagens, que estarão no meu corpo para sempre. É claro que desde a adolescência eu queria fazer várias, e tive várias ideias – algumas persistiram e outras não. Por isso sempre adiei, com medo de que um dia desistisse e me arrependesse. Só fiz a primeira ano passado, aos 25 anos, quando algumas coisas ficaram mais claras para mim. Foi quando tive a certeza de que eu não teria me arrependido de nenhuma das tatuagens não feitas até então, até aquelas que eu não faria agora. Percebi que elas seriam uma marca de quem eu era naquele momento, um registro das minhas escolhas até então. E como eu já disse, não acho que existam escolhas erradas.

Assim, escolhi fazer na primeira uma frase de muito significado para mim. Um verso de um poema contido no livro A Sociedade do Anel, quando se descreve Passolargo (que depois vem a se revelar o grande Aragorn). “Nem tudo que é ouro reluz”, uma reversão da famosa frase de Shakespeare (em O Mercador de Veneza), ressaltando como coisas (ou, no caso, pessoas) incríveis podem passar desapercebidas sob aparências ordinárias. E depois de decidida, comecei a estranhar me olhar no espelho e não ter aquilo lá.

"tatuagem

Pronto, dizem que basta a primeira para se viciar. Não sei se chego a tanto, e 1 ano e meio depois só foram mais 3. E tenho a mais absoluta certeza de que não me arrependerei delas, mesmo que um dia já não as ache bonitas, convenientes ou adequadas. Ainda serão uma marca de quem eu sou hoje. Uma marca das escolhas que eu faço hoje, e da liberdade que tenho em fazê-las. Uma marca da esperança que eu tenho em quem eu serei um dia e da certeza que eu tenho hoje sobre quem eu sou, mesmo que depois eu mude de ideia.

Eu acredito que me fez falta na vida até agora conseguir encarar e vestir as minhas escolhas. Olhar pra quem eu já fui e poder dizer que aquilo ali é um produto só de escolhas minhas e de mais ninguém. Conseguir levantar a cabeça para admitir onde errei com orgulho por isso também, tanto quanto pelos acertos. Não respondam rápido, vocês conseguem? Acredito que isto está em processo de mudança, e espero ainda que as minhas mudanças não acabem nunca.

tatuagem ink shop

Agora quanto às perguntas mais tradicionais:
– E quando você ficar velha? Serei uma velha tatuada.
– E quanto ao ambiente de trabalho? Já escolhi minha carreira, e mesmo que um dia mude de ideia hoje eu já me conheço o suficiente para saber que não seria feliz em nenhum emprego que impusesse esse tipo de limite. Mesmo que eu não quisesse passar desses limites, não é – no geral – o perfil de carreira para mim. Como a Sarah já falou aqui, algo a se evitar na vida é tentar se ajustar artificialmente em um emprego.
– Dói? Tanto quanto um arranhão de gato, e quando vai colorir é como se ficasse arranhando várias vezes no mesmo lugar. Interprete a seu gosto.
– Eu quero fazer, o que você acha? Se você quer mesmo, vai fundo. Se está na dúvida, não custa esperar e refletir mais um pouco. Pro sim ou pro não, tenha confiança nas suas escolhas.

Adulta eu clarissa

Você também irá gostar de ...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *