Trilha do Morro Dois Irmãos

Image and video hosting by TinyPic

Então decidimos fazer uma trilha. A história é essa: Clari não é fã de matos em geral e Sarah é aventureira porém preguiçosa, mas uma amiga nos convidou para comemorar seu aniversário fazendo a trilha do morro dois irmãos. Como a trilha é considerada leve a moderada decidimos aproveitar a oportunidade e encarar o desafio. E valeu a pena!

.

Tudo começou com uma leve viagem de Niterói para o Rio de carro. Estacionamos no Leblon e caminhamos pela Av. Niemeyer até a base do Vidigal – aproveitamos para estrear a ciclovia. Lá pegamos uma kombi e cortamos caminho para o inicio da trilha. Alias, gostaríamos de comentar que pelo menos no trecho que passamos o Vidigal é muito tranquilo e a trilha é super movimentada, tem gente subindo todo o tempo, e a comunidade como um todo tem se voltado muito ao turismo recentemente.

O começo:

A trilha se inicia marcada por muitas “plantas plantadas” (claramente cultivadas por pessoas e não originais). Mas como pudemos verificar ali e em todo o percurso é impossível se perder e percebe-se que há manutenção da trilha. Existem muitos guias locais para subir a trilha, mas optamos por subir sozinhas mesmo.

.

A parada:

A trilha não tem uma dificuldade alta, achamos que se equivale ao esforço de subir muitas escadas. Mas o calor pega e o cansaço também, por isso a parada. Sim! Tem vendedor ambulante ao final do primeiro trecho da trilha com banquinhos para descansar e água para comprar – Porém não deixe de levar uma garrafinha e uma frutinha.

.

Durante:

A trilha é composta de vários mirantes – infelizmente todos ficam cheios de gente (não tenho certeza se pelas fotos ou pelo descanso na subida) e é difícil conseguir espaço para tirar uma foto sem levar um pé ou uma mão.
Acabamos optando por seguir e parar nesses locais na volta – Na verdade paramos mil vezes para descansar.

.

Cume:

É deslumbrante! Dá vontade de tirar mil fotos – o único amigo homem que acompanhou nosso grupo de 7 mulheres já estava entediado de tanta foto que tiramos.

.

E, sério, faz esquecer todo o esforço da subida – é incrível e indescritível.

.

Descida:
Escorrega… Havia chovido uns dois dias antes na cidade, mas a gente não sabe se lá exatamente. De qualquer forma, não achamos que seria recomendável fazer a trilha logo após uma chuva.

.

Por fim, conselho: independente da sua forma física, idade e hábitos, se você é turista ou local – é um passeio deslumbrante, empolgante e imperdível.

.

Você também irá gostar de ...

1 Comment

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *